21/02/12


Enches-te tantas vezes os meus sonhos de esperanças, aparecias neles e era como se uma nova oportunidade surgisse, deixas-te de aparecer neles de um momento para o outro, não me deste uma única razão ou explicação para que tal acontecesse... Deixaste-me sozinha cada vez que por momentos fechava os olhos e adormecia, nunca mais te preocupas-te em aparecer de novo...

1 comentário:

  1. Chamamos-lhe de sonhos, mas a verdade é que por vezes pensamos que seria melhor nem terem acontecido... sei lá... era menos umas "falsas esperanças" na lista... :S

    ResponderEliminar