20/03/12

Carta para ti*


Dear **,

Queria tanto que entendesses o que significas para mim ... Já te tentei explicar, pensei que tivesses percebido, mas parece que não percebes-te o quão importante és para mim, o quão falta me fazes. Sei que a nossa "relação" é diferente, forte e ao mesmo tempo frágil, sensível a abalos, é ao mesmo tempo difícil de lidar é delicada, mas juntos conseguimos lidar com os problemas. Conseguiste fazer o que mais ninguém fez comigo, levaste-me a sítios que nunca ninguém me levou, fizeste-me acreditar em coisas que nunca pensei  que existissem. Tomas-te uma atitude e eu vou respeitar-la, sei que tenho uma certa culpa ...  Pensei que não passa-se de mais uma crise das nossas, mas parece que me enganei, não te vou procurar mais vou deixar-te sossegado no teu mundo, no fundo por mais que eu  não queira acreditar é o melhor, tanto para ti como para mim, lá no fundo... é o melhor para mim, mas não o digo com muita certeza, sei perfeitamente que não é isto que eu quero... Vais ter de seguir, esquecer que eu alguma vez fiz parte de ti, da tua vida, vai-me custar  fazer o mesmo mas terá de ser. Porque o que é bom acaba depressa e eu queria que esta fase passasse. Acho que desta é de vez e não há música alguma que faça isto ir ao sitio. Se é para te apagar da minha vida prefiro fazer-lo  por completo, que não haja restos nossos, teus , na minha cabeça, não quero lembrar-me de momentos que agora  não existem principalmente quando já não fazes parte deles, marcaste a minha vida e eu não quero voltar a lembrar-me desse pormenor, pois trás-me lembranças que já não faz sentido lembrar, se eu as relembrar vão me levar até ti e vou lembrar-me que não te tenho mais ao meu lado. Se calhar  é cruel a minha maneira de ver as coisas, mas é assim que penso, magoa-me tanto não te ter ao meu lado que prefiro esquecer que existes, esquecer tudo se não há mais volta a dar . Desculpa , se alguma vez te desiludi, não posso corrigir o passado infelizmente. 
Eu não vou faltar á nossa promessa, como sei que tu também não vais faltar, és bom nisso a não faltar a promessas, já eu não posso dizer o mesmo de mim, habituei a minha cabeça a fazer o que quiser de  mim ao ponto de não dar espaço ao meu coração no que toca a tomar atitudes, decisões, por isso é que ele não anda lá muito bem, cansado de levar encontrões sem ter culpa. Sei que te causei mais uma ferida difícil de curar, bem tento evitar mas é difícil, acabo por estragar e magoar as pessoas de quem mais gosto sem intenção... Pronto espero agora não causar mais nada.. Cada um no seu lado, é o melhor para evitar mais feridas e decepções.... Quero o teu bem  e que sejas feliz, mas infelizmente não sou a melhor a evitar  as quedas dos outros porque nem as minhas eu consigo evitar, não sirvo de teu anjo, não sirvo para te fazer feliz... Isso destrói-me por dentro, sei que esta decisão por mais dolorosa que seja , vai fazer bem aos dois, vai ajudar-nos a descobrir coisas, e a saber o que é muitas outras coisas que já sabemos que existem mas que não sabemos o seu valor . Desculpa as vezes que fui cruel para ti, fria aliás, não mereces, mas a minha cabeça fala mais alto, e o meu coração não se consegue impor. Quero que sejas feliz, mesmo, se eu pudesse abdicava de toda a minha felicidade e mesmo sem tu queres eu dava-ta , sem pensar duas vezes... Espero daqui a uns anos , convidar-te para um café, e rir desta situação, eu sei que por mais que diga que te vou esquecer , não vou conseguir, és especial para mim , e de pessoas especiais eu nunca esqueço.

P.S.  Olha para a Lua quando te sentires só.

Sem comentários:

Enviar um comentário